Sobre o Curso

O curso de Bacharelado em Sistemas de Informação da PUC Minas tem por objetivo principal a formação de bacharéis em Sistemas de Informação qualificados para atuar como profissionais da área, com uma base de conhecimentos teóricos sobre os fundamentos da Ciência da Computação e da tecnologia da informação suficiente para lhes permitir utilizar, compreender e adaptar modernas tecnologias da informação e necessária para que os graduados possam prosseguir os estudos em nível de pós-graduação.
 


Objetivos:

Capacitar o aluno para o exercício da profissão: o currículo do curso prepara o aluno para se tornar um profissional com capacitação para assumir as atividades pertinentes à profissão.

Desenvolver habilidades para produção de conhecimento técnico-científico em Sistemas de Informação: o currículo do curso cria oportunidades para que os alunos produzam conhecimentos nas diversas áreas que envolvem Sistemas de Informação, formando, assim, profissionais aptos a utilizar tecnologias com plena compreensão; acompanhar o progresso da ciência; e complementar seus estudos em cursos de pós-graduação.

Contribuir para a formação de um profissional digno e responsável: o currículo do curso contribui para a formação de um profissional que seja um participante ativo da sociedade, com consciência política e moral, dentro dos princípios éticos e filosóficos de uma Universidade Católica.
 


Atividades do Profissional:

 

1. examinar a possibilidade e verificar a conveniência da aplicação do processamento sistemático de informação, estimando os custos decorrentes e assessorando na definição dos recursos de software e hardware;

 

2. analisar rotinas e fluxos de informação, propondo, quando necessário, alternativas para racionalização de processos;

 

3. conceber sistemas de tratamento de informação, definindo sua estrutura, garantindo desempenho e a qualidade do produto final;

 

4. projetar sistemáticas de coleta, registro e recuperação de dados, com suporte de técnicas de organização e estruturação de arquivos;

 

5. prever condições necessárias para entrada em funcionamento de sistemas, orientando tecnicamente as equipes de produção e os usuários;

 

6. acompanhar o funcionamento de sistemas em fase de produção, assegurando sua contínua adequação às mudanças ambientais;

 

7. conceber, desenvolver, e implementar mecanismos de testes e de medidas de desempenho de sistemas de hardware e software;

 

8. efetuar perícias, arbitramentos, avaliações auditoriais e emitir pareceres e laudos relativos ao processamento de dados em todos os seus aspectos;

 

9. exercer a gerência de projetos de sistemas, supervisionando os profissionais envolvidos nas diversas fases do processo;

 

10. estudar as tecnologias emergentes, procurando sua melhor aplicação e a melhoria de qualidade.